Faleceu quinta-feira (10) de maio no Hospital Regional Deputado Manoel Gonçalves de Abrantes Sousa – PB, a Senhora Maria da Anunciação Oliveira conhecida carinhosamente pelo apelido de D. Baíô. Ela era viúva do saudoso comerciante, Nonato de Quinco da Comunidade do Bonfim-zona rural de Vieirópolis-PB.

Deixa oito filhos o empresário Bartolomeu Oliveira (Berto de Nonato), o ex-vereador eleito nas eleições de 1996 em Vieirópolis pelo PMDB e servidor da Cagepa, Francisco Raimundo de Oliveira (Chico de Nonato), José Raimundo de Oliveira, Heleno Raimundo de Oliveira, Branca Oliveira, professora Raimunda Oliveira, Maria do Desterro Oliveira e Maria do Carmo Oliveira. D. Baiô deixa também 20 netos e 18 bisnetos. Era sogra do ex-vice-prefeito de Vieirópolis, agropecuarista José Emídio Moreira Neto (Zé de Miro).

Dona Baiô estava com seu quadro de saúde fragilizado em função de uma forte gripe e de um infarto. Foi atendida primeiramente no Hospital Santa Terezinha em Sousa-PB e estava sendo assistida pelo médico Marcos Pereira de Oliveira. Depois foi transferida para o Hospital Regional Deputado Manoel Gonçalves de Abrantes.

Foram 80 anos bem vividos, com tantas experiências, tantos ensinamentos e tanta paciência. Todo o esforço para criar seus filhos e cuidar dos netos certamente será muito bem recompensado. Era uma pessoa de bom coração, hospitaleira, temperamento calmo, amável, guerreira e dedicada à família. Dona Baiô foi uma mulher, mãe, avó e bisavó. extraordinária. Um grande exemplo de vida e dignidade. O município de Vieirópolis perdeu uma grande cidadã.

De formação católica, Dona Baiô encontrou na fé a firmeza para enfrentar um câncer e ultrapassar as perdas da vida desde os irmãos até o seu esposo Nonato de Quinco. Os filhos e netos relembram com carinho ensinamentos que jamais esquecerão e que era a marca registrada da matriarca. D. Baiô era a grande matriarca da família, era a pessoa que agregava todos com amor e devoção fazia a família ser mais unida. A Comunidade do Bonfim ficou mais pobre e a família perdeu seu grande pilar. O corpo será velado em sua residência.

“O que nos conforta é saber que todos nós desfrutamos muito do seu afago e oferecemos-lhe muito amor em vida e a sua terceira idade foi sempre cercada de muito carinho”, disse a neta a professora mestra do Departamento de Metodologia da Educação (DME) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Andrêsa Silva

 

Nossa solidariedade à família, com a qual temos laços de amizade.

Abdias Duque de Abrantes

Jornalista MTB-PB Nº 60