A jovem Maria Aparecida de Oliveira – Nº 74 (Maria de Geraldo de Selvizo) obteve 321 votos e foi eleita para o  cargo de Conselheira Tutelar de Vieirópolis-PB para a gestão 2016/2019 ficando em 3º lugar. Ela é residente e domiciliada na Comunidade de Umburana-Vieirópolis-PB. Maria Aparecida de Oliveira é filha do saudoso produtor rural, Geraldo Selvízo de Oliveira e D. Francisca Tereza de Oliveira. Maria Aparecida de Oliveira é namorada de  Adonias Duque de Abrantes.
A nova conselheira é prima do líder político, ex-prefeito de Vieirópolis-PB, médico Marcos Pereira de Oliveira; da vereadora Luzia Andrade de Oliveira (Luzia da Umburana); sobrinha da enfermeira do Hospital Santa Terezinha de Sousa-PB, Francileide Costa dos Santos (Galega). São seus avós paternos Selvizo Domingos de Oliveira e Felismina Maria de Oliveira “in memoriam” e avós maternos Joaquim Alexandre dos Santos (Joaquim Galo) e Tereza Damiana dos Santos “in memoriam.
Maria de Geraldo de Selvizo obteve 321 votosMaria Aparecida de Oliveira é ex-aluna do curso de Graduação em Engenharia de Alimentos do Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar – Pombal-PB, da Universidade Federal de Campina (UFCG). Maria de Geraldo de Selvizo atua como coordenadora da Liturgia e do Dízimo na Igreja Nossa Senhora de Fátima da Comunidade de Umburana-Vieirópolis-PB. Com a morte do seu pai passou a ser a responsável ao lado da mãe pela administração e conservação dos bens deixados pelo falecido. É uma jovem dinâmica, de reconhecida idoneidade moral e querida por todos da comunidade pela sua competência, sua determinação, pelo seu carisma e seu dinamismo. A união dos familiares e moradores da comunidade de Umburana foi decisiva para a eleição de Maria Aparecida de Oliveira.
O que é Conselho Tutelar? O Conselho Tutelar é órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, definidos na Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente).
Atribuições do Conselho Tutelar: I) atender as crianças e adolescentes nas hipóteses de direitos da criança e do adolescente forem ameaçados ou violados por ação ou omissão da sociedade ou do Estado e por falta, omissão ou abuso dos pais ou responsável; II) atender e aconselhar os pais ou responsável, aplicando as seguintes medidas: a) encaminhamento a programa oficial ou comunitário de proteção à família; b) inclusão em programa oficial ou comunitário de auxílio, orientação e tratamento a alcoólatras e toxicômanos; c) encaminhamento a tratamento psicológico ou psiquiátrico; d) obrigação de matricular o filho e acompanhar sua frequência e aproveitamento escolar; e) obrigação de encaminhar a criança ou adolescente a tratamento especializado; f) advertência; g) perda da guarda; h) destituição da tutela e i) suspensão ou destituição do poder familiar.
“ Desejo trabalhar em equipe, pelo resgate de valores nas famílias, obedecendo às leis como o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Quero atuar junto às famílias, à sociedade civil, ao querido povo vieiropolense pelo futuro de nossas crianças e adolescentes. Se não cuidarmos de nossas crianças hoje, como serão os adultos de amanhã? Agradeço a Deus, a Nossa Senhora de Fátima,  à população de Vieirópolis, ao povo da minha querida Umburana e outras comunidades pelo voto de confiança”, disse  a  nova conselheira tutelar, Maria de Geraldo de Selvizo.

“O Conselho Tutelar é a porta de entrada das denúncias de situações de abuso e maus tratos cometidos contra crianças e adolescentes e também é o principal requisitante de serviços, como vagas em escolas e creches, hospitais e pedido da suspensão de poder paternal ou poder familiar nos casos mais graves”, informa a nova conselheira tutelar, Maria Aparecida de Oliveira.

Abdias Duque de Abrantes
Jornalista MTB-PB Nº 604