Vieirópolis-PB: Comunidade Jesus Pérola Preciosa promove I Cavalgada

A Comunidade Jesus Pérola Preciosa com sede na comunidade do Pinhão-zona rural de Vieirópolis realizará dia 16 de agosto, dentro da programação dos festejos de sua Padroeira Santa Clara, a sua I Cavalgada. Às 7h haverá a celebração de uma missa pelo padre Eliseu Soares de Oliveira da Paróquia de Vieirópolis. Depois será oferecido um café da manhã aos vaqueiros/tropeiros. Em seguida, serão homenageadas personalidades da região, com a leitura de suas biografias. Os fiéis e familiares dos homenageados estão sendo convidados para prestigiar o evento.
HOMENAGEADOS
Os principais homenageados são o saudoso agropecuarista Assis Barbosa, pai do ex-vereador, ex-presidente da Câmara Municipal e secretário municipal de Obras de Vieirópolis, Sinval Barbosa; o agropecuarista Deca Barbosa “in memoriam”; o produtor rural Miro Machado de saudosa memória, pai do vice-prefeito de Veirópolis, doador do terreno da Comunidade Jesus Pérola Preciosa, empresário José Emídio Moreira Neto (Zé de Miro); produtor rural Acilon Gomes Machado; o ex-vereador de Sousa-PB, José Abrantes Sarmento (Zezinho Abrantes), pai do ex-vereador de Sousa, Maurício Abrantes e tio do vereador de Vieirópolis, José Eliberto de Abrantes; produtor rural Neco Emídio, pai do vereador Tico de Neco; saudoso José Edvaldo Abrantes; Vidal Brejeiro; Dionísio Brejeiro; agropecuarista Barra de Aço; saudoso agropecuarista e ex-vereador, Antônio Adelino de Oliveira, pai do ex-vereador, médico Ricélio Oliveira; Chico Ribeiro; ex-candidato a prefeito de Vieirópolis, Tetè de Sebasto; Manoelzinho Piano; Zé de Vinda; saudoso agropecuarista, senhor de engenho e ex-vice-prefeito de Vieirópolis, José Júlio Gonçalves (Zé Júlio), avô da ex-vereadora, advogada, Eva Pires; Aliomiro Pereira “in memoriam”; Zé Branco, pai do ex-vereador Chico de Zé Branco; agropecuarista Assis Moreira “in memoriam” pai do empresário Paulo Moreira; Joceam de Antonio Vaqueiro; agropecuarista e fundador do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Vieirópolis, João Duarte dos Santos (Seu Peba) e o saudoso Francisco Alves Braga (Tico Braga), filho do prefeito Antonio de Braga.
A saída dos tropeiros está prevista para às 8h da Comunidade Jesus Pérola Preciosa, passando pela comunidade de São Diogo, com uma parada no Distrito de Campo Alegre para um bate cela e parada final na cidade de Vieirópolis. Mais de 200 cavaleiros e 100 motoqueiros de cidades circunvizinhas são esperados para o evento. As camisas estão à venda ao preço de R$ 30,00.
A comunidade do Pinhão-zona rural de Vieirópolis–PB fica 12 km da sede do município, a 15 km de Uiraúna e a 28 km de distância de Sousa. Da Rodovia PB – 385 (Rodovia Mauro Abrantes Sobrinho), que integra os municípios de Sousa, Lastro e Vieirópolis são apenas 9 km de estrada vicinal ou terra batida. A Comunidade Jesus Pérola Preciosa é uma sociedade civil sem fins lucrativos de atividade religiosa que tem como objetivo a recuperação de dependentes químicos. O bispo da Diocese de Cajazeiras, Dom José González Alonso já celebrou diversas missas no local. A comunidade conta com a sede, a capela de Santa Clara, um mosteiro, alojamentos, biblioteca, refeitório, museu e área para reuniões. Em agosto é realizada a tradicional festa da padroeira Santa Clara. Espiritualidade, terapia ocupacional e a boa convivência. Esta é a essência da filosofia de trabalho desenvolvido pela comunidade ‘Jesus Pérola Preciosa’ que assiste a jovens com dependência química. A instituição sobrevive de doações.
“Essa é uma cavalgada da fé, uma festa religiosa. É uma forma de resgatar a cultura nordestina, a devoção a Santa Clara e a São Francisco e prestigiar as comunidades rurais. Será um momento de Fé e esperança dos fiéis que buscam a presença de Deus em suas vidas”, disse a coordenadora Comunidade Jesus Pérola Preciosa, Lanúsia Costa.
A coordenadora, Lanúsia Costa e a comissão organizadora agradecem a todos os patrocinadores. A cavalgada é aberta a qualquer pessoa. “É um momento de devoção. As pessoas podem e devem nos acompanhar de moto ou carro, pois os cavalos vão bem devagar”, explica Lanúsia Costa.

Abdias Duque de Abrantes
Jornalista MTB-PB Nº 604