A CODEVASF, através da coordenação de Roberta Almeida e o projeto amanhã em parceria com a UAST, UNIVASF e a secretaria de agricultura de Serra Talhada-PE, realizou um curso de capacitação para a produção de cosméticos a partir dos produtos da apicultura. Através do curso, os participantes tiveram a oportunidade de aprender como gerar renda e agregar valor aos produtos das abelhas, que são descartados pelos apicultores com: cera velha e de captura, própolis colhida das caixas abandonadas e o mel que não serve para comercialização.

O curso foi ministrado pela Dra. Maria José Sarmento Filha, natural de Vieirópolis e a parceria da Dra. Eva Mônica Sarmento da Silva, professora de Apicultura e meliponicultora da UNIVASF, também natural de Vieirópolis-PB.

A agricultura familiar é praticada por pequenos grupos de agricultores, onde a mão de obra é a familiar. Atividade está presente em praticamente 85% do meio rural do Brasil, apresentando múltiplas vantagens, entre eles os produtos orgânicos e agroecológicos, em torno de 70% dos alimentos consumidos no país vêm da agricultura familiar.

A Inovação e sustentabilidade são essenciais para que as empresas sobrevivam e se estabeleçam no Brasil como potência no segmento, formulando novos produtos e atraindo consumidores. O Mercado nacional, mostra a atual tendência dos cosméticos ‘verdes’. Feitos com 95% de ingredientes naturais, estes produtos agregam um alto volume de vendas, pois não oferecem riscos à saúde e melhoram a qualidade de vida até dos produtores envolvidos na fabricação. A exemplo dos shampoos, hidratantes, condicionadores, sabonetes produzidos a base de mel, própolis e outras substâncias extraídas da apicultura. Todos têm funções terapêuticas específicas, desde anti-inflamatórias até revigorantes das células do couro cabeludo, gerando cremes, pastas, máscaras e pomadas., esses produtos apresentam diversos benefícios para a saúde e estão sendo cada vez mais valorizadas.

Além de ter um baixo custo de produção, os produtos artesanais têm mais benefícios para a pele que muitos dos industrializados, produzir cosméticos em casa não é difícil, é barato e pode gerar lucro – tanto no aspecto financeiro quanto no da saúde! Afinal, a maior parte dos produtos industrializados disponíveis no mercado são fabricados utilizando uma série de componentes químicos que podem acabar provocando alergias e outros malefícios para a pele.

“Com o curso os alunos tiveram a oportunidade de aprender a produzir cosméticos naturais e 100% artesanais utilizando como benefícios o mel, a cera e a própolis. Mostrou uma oportunidade para a geração de novos postos trabalho, condições compatíveis com o equilíbrio ambiental e com os valores socioculturais dos grupos envolvidos”. (Dra. Maria Sarmento)