Em ritmo de alegria e festa a Escola Municipal Rosa Dias do Nascimento de Poço Dantas-PB, realizou quinta-feira (21) de junho, às 18h, em frente à unidade escolar na Rua Tabelião Odilon Francisco de Oliveira, nº 93, Centro, o tradicional Arraiá da Rosa. Trajes caipiras, músicas juninas, comidas típicas e a tradicional quadrilha, todos esses ingredientes agitaram a noite do V Arraiá da Rosa. O evento foi uma ótima oportunidade de confraternização e interação entre os alunos, pais de alunos, gestão escolar, professores e servidores. Um dos papéis fundamentais da escola é a preservação da cultura popular.

O V Arraiá da Rosa foi muito proveitoso, divertido, bem animado e contagiou a comunidade. Contou com comidas típicas como bolo de milho, mungunzá, salgados, a melhor pamonha do sertão, milho assado, milho cozido, canjica e pipoca etc. O V Arraiá da Rosa foi abrilhantado com as apresentações das quadrilhas matutas Flor de Mandacaru, os Pimentinhas e a Quadrilha Maluca da Rosa e danças regionais pelos alunos da unidade escolar.

A festa contou com a participação do prefeito José Gurgel Sobrinho (Dedé Cândido), vice-prefeito Mardônio Ferreira e esposa Claudivânia, ex-prefeito, Itamar Moreira Fernandes, secretário municipal de Educação, Vicente de Almeida Machado, vereador Rildo Almeida e esposa Neide Lacerda, comerciante Flávio e esposa Sandra, diretora da Escola Rosa Dias, Terezinha Alexandre de Almeida, dos professores, dos coordenadores, alunos, pais dos alunos, comerciante Fábio Cesário de Almeida/Etinha, Kleyton Cesário de Almeida/Cleópatra Deniz Sousa e da sociedade poço-dantense.

”Foi uma noite memorável, pois vivemos um momento de muita alegria e isso transparecia no rosto de cada criança que se apresentou. Ficamos muito felizes com a valorização e presença da nossa comunidade. Parabéns aos alunos pelas apresentações, à diretora, aos coordenadores, aos professores, as quadrilhas e as pessoas envolvidas na organização e que se dedicaram ao máximo, sem medir esforços, proporcionando a todos nós um belo espetáculo de cultura popular ”, disse a professora Erivalda Paulina Deniz.

“É maravilhoso comemorar com as crianças, pais, servidores e toda a comunidade escolar. As crianças vêm para celebrar a colheita, pois é época da fartura do milho e feijão, e essas questões fazem parte do cotidiano das crianças. Os festejos foram mais que uma festa. Foi um mergulho nas raízes de nossa cultura nordestina. Sentir a vibração das crianças apresentando suas descobertas nos provocou um pulsar de reconhecimento da força desses pequenos”, ressalta a pedagoga Erivalda Paulina Deniz.

Abdias Duque de Abrantes

Jornalista MTB-PB Nº 604