Dentro deste contexto que configura o processo de Educação trago uma discussão que pouco tem tornado assunto nos bastidores dos ambientes escolares, mas que em algumas Revistas que escrevem sobre matérias voltadas para a educação pude perceber e venho através deste espaço trazer e possibilitar a todos que estão comprometidos com o processo ensino-aprendizagem dizer que novas modalidades precisam tornar-se público e deixar entrar como um novo espaço para a retomada do conhecimento e da aprendizagem; como um processo eclético que merece destaque para oportunizar que estudantes sejam percebidos nos espaços escolares, não como repetidores de conhecimento, mas sujeitos de sua construção. pedagogia01Para tanto, é preciso aprimorar a reflexão e esta matéria vem como base na conquista de levar aos educandos ou  melhor aos professores um tema que servirá de base para inovação do ensino aprendizagem. Assim segue a matéria: “O QUE CARACTERIZA UMA PESSOA EMPREENDEDORA”? É aquela que sonha e busca transformar seu sonho em realidade. É aquela que transforma inovando, oferecendo valores para a coletividade. É alguém que sonha, pensa o futuro e busca transformá-lo em realidade. Isso pode ser feito em qualquer atividade humana, inclusive na educação. Este sonho não deve ser apenas idealizado, mas aquele que se faz concretizar. A escola não tem investido nos capitais mais importantes que são: ”TALENTOS”, “PAIXÃO” E “CRIATIVIDADE”. Isso é muito mais importante do que saber qual é a capital da Romênia ou decorar qualquer poema. A grande missão da educação é estimular que as pessoas descubram seu próprio talento. Este está vinculado  a paixão, são movidas pela criatividade. tepedagogiaEsta nova Pedagogia Empreendedora é este processo de trabalhar em sala de aula com Jovens e Crianças para que eles aprendam a transformar sonhos, energia e conhecimento em riqueza para se e para o país. É um fenômeno comunitário que deve envolver a escola e família no processo de aprendizagem, e assim a família envolve a comunidade, e dessa forma criamos uma ligação entre essas instituições. Na sociedade atual, os métodos educacionais vem sofrendo diversas modificações que visam a possibilitar ao estudante um ensino mais fundamentado, que não se contenta em formar apenas o aluno, mas cidadãos de direito e detentores do conhecimento. O modelo escolar que privilegia a memoria como depósito de conhecimento não forma pensadores, mas repetidores. A sala de aula nesse contexto é um exército de pessoas caladas num teatro onde o professor é o único ator e os alunos, expectadores passivos. Contrapondo-se a esta realidade devemos considerar todos os envolvidos como atores da educação.

pedagogiapalhaço01 A educação deve ser participativa. A arte de interrogar possibilita que o aluno saia da plateia e torne um ator de sua história. Deixo assim as  seguintes reflexões:

Ø  O conhecimento pronto estanca o saber e a dúvida provoca a inteligência;

Ø  Quando uma pessoa para de perguntar, ela para de aprender e para de crescer;

Ø  Um professor fascinante deve propor ao menos umas dez perguntas para seus alunos:

Ø  Quem é educador deve contar histórias e falar sobre fatos do cotidiano, histórias de vida, possibilitando ao educando refletir sobre  os acontecimento;

Ø  Humanizar o conhecimento é torná-lo acessível ao entendimento do sujeito;

Ø  Criem espaços onde o conhecimento torne exemplo para a vida e não o terror na memória dos alunos;

Ø  Educar a autoestima é criar situações de encorajamento não de críticas desumanas;

Ø  Criar e possibilitar um ambiente escolar com tranquilidade é abrir janelas que levam as pessoas a serem mais eficientes e tornar a aprendizagem um caminho da liberdade da vida e de   conquistar situações prazerosas que possam transformar cada ser como sujeito de sua história e da transformação social.

Finalizo deixando a seguinte reflexão: “Um simples acreditar pode fazer a diferença em toda a vida de uma pessoa, e a educação pode revolucionar toda a história de uma vida”. A base da educação está na família e não podemos esquecer  deste detalhe; mas tampouco podemos esquecer que família e escola devam caminhar juntas com a mesma finalidade; formar pessoas, seres humanos com a capacidade de amar, progredir e construir cidadãos para um mundo justo e politizado no conhecimento e na grandeza de ser gente humana no falar e no agir.

Está iniciando um novo ano letivo. Os Professores  vem como personagens nesta nova fase. Para vocês professores, educadores, assim como são denominados nos vários significados. “ Em nome de todos os alunos do mundo, queremos agradecer todo o amor com que trataram até hoje a educação. Muitos de vocês gastaram os melhores anos de sua vida, alguns até adoeceram, nesta árdua tarefa. O sistema social não valoriza na proporção da sua grandeza, mas tenham a certeza de que, sem vocês, a sociedade não tem horizonte, nossas noites não tem estrelas, nossa alma não tem saúde, nossa emoção não tem alegria. Agradecemos seu amor, sabedoria, lágrimas, criatividade, perspicácia, dentro e fora da sala de aula. O mundo pode não os aplaudir, mas o conhecimento mais lúdico da ciência tem de reconhecer que vocês são os profissionais mais importantes da sociedade. Professores que já estão aposentados divulguem seus exemplos no dia-a-dia  e os atuantes, agradecemos pelo desempenho e desejamos sucesso nesta nova jornada que se inicia. Vocês são os mestre da vida e da nossa história” e acreditem que “Educar é semear com sabedoria e colher com paciência”. (Extraído do Livro: Pais brilhantes e Professores fascinantes”). Um cordial agradecimento em nome de todos que fazem, apostam e contribuem com o processo de desenvolvimento da educação deste Município.

 Verluci

Raimunda Verluci de Oliveira Sarmento.

04/02/2014.