Em crise, Globo rescinde contrato com Conmebol e deixa de exibir a Libertadores.

Globo pede rescisão de contrato por transmissão da Libertadores da América à Conmebol. Através de uma carta enviada para a entidade máxima do futebol sul-americano, a emissora brasileira em seu pedido alegou “um cenário extremamente desafiador provocado pela crise econômica e potencializado pela pandemia de Coronavírus”.

Se não bastasse isso, a Globo ainda justifica o seu pedido com relação à desvalorização cambial – uma vez que o acordo entre as partes é firmado na moeda norte-americana (dólar).

A competição que retornará ao cenário futebolístico a partir do dia 15 de setembro, poderá a partir de então não contar mais com as transmissões da “poderosa” emissora brasileira – que seguirá negociando com a Conmebol até lá.

Vale lembrar que a Rede Globo tentou negociar o contrato de transmissão anteriormente – que é válido até 2022, no entanto, não conseguiu um acordo com a Conmebol. O valor pago pela emissora para as transmissões dos jogos da Libertadores é de US$ 65 milhões por ano – aqui entenda canal aberto e fechado, ou seja, TV Globo e SporTV.

Globo e sua vinheta para a transmissão da Libertadores - imagem: Rede Globo
Globo e sua vinheta para a transmissão da Libertadores – imagem: Rede Globo

Na carta enviada à entidade máxima do futebol na América do Sul, ela se utilizada de uma cláusula “por paralisação prolongada das competições” para pedir a rescisão de contrato, onde descreve o seguinte:

“… Por fim, é importante esclarecer que havia no contrato cláusula específica de rescisão em caso de suspensão da competição por períodos prolongados, por motivos de força maior”.

Müller recomenda

No Comments Yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *