BULLYIMG UM NOVO FENÔMENO NOS ESPAÇOS ESCOLARES: FAMÍLIA E ESCOLA PRECIZAM ESTAR ATENTOS PARA O QUEM VEM ACONTECENDO COM NOSSAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES.

O tema BULLYING tem sido frequentemente abordado nos meios de comunicação, nas redes sociais e também dentro das salas de aula. Com o objetivo de promover reflexões nos alunos, aliando o trabalho pedagógico ao contato com a arte, que o objetivo deste espaço é para aproximar os adolescentes deste tema com a finalidade em conhecer esta realidade; vivenciando através da leitura experiências práticas e conhecer as consequências que o Bullying pode causar na vida de uma pessoa.

bullinNeste contexto, devemos entender que o fenômeno deve ser combatido no dia a dia da escola pelos próprios alunos, os quais após serem envolvidos no ambiente com conversas, palestras; eles passarão compreender a dimensão do que se trata esta prática, e eles mesmos criarem na rotina escolar um ambiente mais humano a todos que estão ali para aprender e tornarem-se pessoas com capacidade de respeitar o outro, tendo atitude de respeito e amor, construindo um ambiente capaz de transformar pessoas em seres de fé e força diante da vida. O Bullying é uma situação que se caracteriza por agressões intencionais, verbais ou físicas, feitas de maneira repetitiva, por um ou mais alunos contra um ou mais colegas. O termo tem origem na palavra inglesa bully, que significa valentão, brigão.

Bullying 2Mesmo sem uma denominação em português, é entendido como ameaça, tirania, opressão, intimação, humilhação e maltrato. É uma das formas de violência que mais cresce no mundo e pode ocorrer em qualquer contexto social, como escolas, universidades, famílias, vizinhanças e locais de trabalho. O que, à primeira vista pode parecer um simples apelido inofensivo pode afetar emocional e fisicamente o alvo da ofensa. Além de um possível isolamento ou queda de rendimento escolar, crianças e adolescentes que passam por humilhações racistas, difamatórias ou separatistas podem apresentar doenças psicossomáticas e sofrer de algum tipo de trauma que influencia traços da personalidade. As crianças e adolescentes que sofrem de Bullying podem se tornar adultos com sentimentos negativos e baixa autoestima. Tendem a adquirir sérios problemas de relacionamentos, podendo, inclusive, contrair comportamentos agressivos. Em casos extremos, a vítima poderá tentar ou cometer suicídio.  No Brasil, uma pesquisa realizada em 2010 com alunos de escolas públicas e particulares revelou que as humilhações típicas do bullying são comuns em alunos da 5ª e 6ª séries. As três cidades brasileiras com maior incidência dessa prática são: Brasília, Belo Horizonte e Curitiba. Os atos de bullying ferem princípios constitucionais-respeito à dignidade da pessoa humana e ferem o Código Civil, que determina que todo ato ilícito que cause dano a outrem gera o dever de indenizar. O responsável pelo ato de Bullying pode também ser enquadrado no Código de Defesa do Consumidor, tendo em vista que as escolas prestam serviços aos consumidores e são responsáveis por atos de bullying que ocorrem dentro do estabelecimento de ensino/trabalho.( Maiores informações sobre o assunto encontrar no Livro: Como Prevenir a Violência nas Escolas e Educar para a Paz da Autora Cléo Fante.)

Verluci Texto: Verluci Oliveira( verlucioliveira@gmail.com)