Grupo de estudantes da Escola Estadual Maria Moreira Pinto que fica localizada no município de Vieirópolis protagonizaram cenas de vandalismo no Distrito de Campo Alegre, alguns rasgaram livros e cadernos espalhando assim pelas ruas daquela localidade, provocando indignidade a moradores daquele local. Esses alunos vinham no ônibus escolar que passa no Campo Alegre com destino ao Sitio São Diogo. Uma senhora de pré nome Dona Caíma presenciou o ato de vandalismo e fez a denúncia.
Segundo a direção da escola o problema é antigo, há três anos já vem acontecendo fato dessa natureza.
Em conversa com a diretora Leidiângela, ela nos informa que a Escola não se responsabiliza com os alunos que estejam fora da mesma, e afirma que esse tipo de problema acontece devido à falta de interação da família com a Escola, que deviam formar uma equipe. É fundamental que ambas sigam os mesmos princípios e critérios. Existem diversas contribuições que tanto a família quanto a Escola podem oferecer, propiciando o desenvolvimento pleno respectivamente dos seus filhos e dos seus alunos.
O que mais impressiona nessa história e´o fato dos professores darem aulas de Educação Ambiental a esses alunos visando formar cidadãos conscientes e preocupados com o meio ambiente e com os problemas que lhe dizem respeito, desenvolvendo uma prática educativa. É uma vertente da educação para a conscientização ambiental, proporcionando um processo de alfabetização ecológica.
Não entendemos o porque de tanta violência contra o meio ambiente ainda mais vindo de estudantes que saem de suas Escolas, que por excelência é o local dedicado a educação e a socialização da criança e do adolescente. Não sabemos ao certo o que estar acontecendo com nossos jovens para chegar ao ponto de cometer tal ato de agressão, autoritarismo e desrespeito com o meio ambiente e com a própria população.
   texto: Mara Sarmento